Plantão de Notícias

Acusado de matar homem que teria abusado de criança é condenado a 8 anos em Araçatuba

Imagem ilustrativa

Da redação Diego Alves

Willian Henrique Pereira da Silva, 34 anos, foi condenado nesta quarta-feira (09), a pena de 8 anos de prisão, por ter matado Robson Rill, em dezembro de 2008, no bairro Verde Parque, em Araçatuba. O juiz Danilo Brait, que presidiu o julgamento determinou o regime semiaberto para cumprimento inicial da pena e, permitiu que o réu recorresse em liberdade.

O réu havia sido absolvido em julgamento realizado em dezembro de 2019, porém, o Ministério Público recorreu da decisão e conseguiu a anulação do julgamento.

Segundo denúncia, Robson Rill, foi espancado até a morte, após ser flagrado abusando sexualmente de uma criança, que na época tinha 7 anos.

Ainda de acordo com a denúncia do Ministério Público, na casa onde aconteceu o crime, na rua Amadeu Vuolo, moravam duas mulheres, um outro acusado de cometer o crime, identificado como Reidson Rodrigo Castro da Fonseca e a criança, que teria sido vítima de abuso sexual, que na época tinha 7 anos de idade. 

A vítima teria ido até a casa, onde bebeu vinho com os moradores. Em determinado momento, eles foram até um quarto nos fundos da residência, onde ficaram conversando. As mulheres teriam acendido uma vela, já que a casa estava sem energia elétrica e, com a luminosidade, flagraram a vítima de homicídio manuseando o pênis da criança, que estava com o short parcialmente abaixado. Robson também estava com a calça abaixada e com o pênis a mostra. 

Ao presenciarem o abuso, as mulheres pegaram a criança e saíram pedindo socorro. Foi quando o réu, e alguns adolescentes chegaram ao local, onde já estava Reidson, que também responde pelo crime. Robson foi cercado e agredido com chutes, socos, golpes de telha, pauladas e pedradas. Ele ainda teria sido amarrado em um caibro, onde continuou a ser golpeado até a morte. 

ANULADO

O réu já havia sido absolvido em julgamento realizado em dezembro de 2019. Entretanto, o Ministério Público recorreu e pediu a anulação do julgamento. Ele foi denunciado por homicídio duplamente qualificado, com emprego de meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

SEGUNDO ACUSADO

O acusado Reidson Rodrigo, não foi encontrado e, foi citado por edital, mas deixou de se manifestar no prazo legal e não apresentou defesa. Por esta razão foi determinada a suspensão do processo e o desmembramento. Ainda não há data para o seu julgamento. Ele é considerado foragido da justiça.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by