Plantão de Notícias

Birigui confirma 2º caso de chikungunya neste ano

Imagem ilustrativa

Da redação Diego Alves

A Secretaria de Saúde de Birigui (SP) confirmou o segundo caso de febre chikungunya do ano. A informação foi divulgada no boletim epidemiológico nesta terça-feira (25).

g1 solicitou detalhes para a prefeitura sobre a internação e estado de saúde da paciente, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. Ainda conforme o boletim, há outros sete casos em investigação.

O primeiro caso da doença foi confirmado no dia 7 de julho e divulgado no dia 19 do mesmo mês.

Febre chikungunya

A chikungunya é uma doença causada por um vírus, com um conjunto de sintomas similares ao da dengue. A transmissão da doença ocorre por meio da picada do mosquito Aedes aegypti. O início dos sintomas pode levar de dois a dez dias.

Os principais sintomas da chikungunya são: febre acima de 38,5 graus, de início repentino; dores intensas nas articulações de pés e mãos – dedos, tornozelos e pulsos; dor de cabeça; dores nos músculos e manchas vermelhas na pele.

Diagnóstico

Segundo o Ministério da Saúde, o diagnóstico da chikungunya é clínico e feito por um médico. Todos os exames estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Em caso de confirmação da doença a notificação deve ser feita ao Ministério da Saúde em até 24 horas.

Tratamento

O tratamento da chikungunya é feito de acordo com os sintomas. Até o momento, não há tratamento antiviral específico para chikungunya, ainda de acordo com o Ministério da Saúde.

A terapia utilizada é analgesia e suporte. É necessário estimular a hidratação oral dos pacientes e a escolha dos medicamentos devem ser realizadas após a avaliação do paciente, com aplicação de escalas de dor apropriadas para cada idade e fase da doença.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by