Plantão de Notícias

Detonação subaquática é realizada para ampliação de canal de navegação em Buritama

Foto: Divulgação

Da redação Diego Alves

A Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística realizou na segunda-feira (21), a primeira detonação de rochas para ampliação do canal de navegação de Nova Avanhandava, no trecho da Hidrovia Tietê-Paraná, em Buritama. A operação tem investidos em torno de R$ 300 milhões, com recursos em parceria com o Governo Federal por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Segundo a secretaria, está previsto a retirada de 552 mil metros cúbicos de rochas, volume equivalente ao de 600 piscinas olímpicas, o que permitirá manter as condições de navegabilidade na hidrovia, mesmo em períodos de estiagem. O desmonte inicial acontecerá em uma área de 24 metros quadrados, onde serão retirados cerca de 100 metros cúbicos de pedras. A expectativa é de que sejam removidos de 19 a 21 mil metros cúbicos de rocha por mês. 

Para minimizar as implicações com a fauna aquática local, a detonação receberá técnica para manter os peixes afastados. O processo de derrocamento do pedral – fragmentação da rocha por explosão – que estava paralisado desde 2019, teve início em abril deste ano, com previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2026.

A intervenção, que deve gerar mais de 1,4 mil empregos e beneficiar diretamente os municípios de Buritama, Brejo Alegre e Birigui, visa permitir o aprofundamento do canal em 3,5 metros em uma calha com largura de 60 metros, ao longo de 16 quilômetros de rio. Isso permitirá maior flexibilidade na operação das Usinas Hidrelétricas de Três Irmãos e Ilha Solteira, eliminando eventuais conflitos entre navegação e geração de energia.

Para a Secretária Natália Resende, a obra evidencia o caráter sustentável das hidrovias. “O transporte hidroviário é prioridade dessa gestão, pois além de obtermos resultados importantes para o meio ambiente, é um eixo fundamental para o escoamento de produtos e bens no Estado”, avalia.

Conforme o Governo do Município, na administração do prefeito Rodrigo Zacarias dos Santos, o investimento permitirá que a escoação da produção aconteça durante todo o ano, sem paralização em períodos de estiagem. “Sabemos da importância dessa obra, além de beneficiar o desenvolvimento econômico, poderá gerar empregos para o município”, comentou.

Segundo o vice-prefeito, Luciano Cesar Batista, com as obras é possível ampliar o transporte hidroviário. “Aumenta-se o ganho, já que haverá inúmeros benefícios, entre eles, empregos, a diminuição de veículos de transporte nas rodovias e um ganho significativo para o meio ambiente, já que a ação contribuir para a redução da emissão de dióxido de carbono”, concluiu Luciano.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by