Plantão de Notícias

Ex-paciente volta para agradecer intensivista e faz doação à UTI da Santa Casa de Araçatuba

O médico Intensivista Luiz Cláudio Lima, e a ex-paciente dona Edi Cleusa

Da redação Diego Alves

Entre abril e maio deste ano, a professora aposentada Edi Cleusa de Paula,75 anos, esteve internada na UTI Geral Adultos 1 da Santa Casa de Araçatuba. Foram 30 dias de internação. Entre riscos de um quadro clínico grave e o cuidado intensivo de médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, a movimentação da equipe de enfermagem responsável pelo banho dos pacientes chamou sua atenção.

“As enfermeiras chegavam trazendo um carrinho com vários produtos para o banho, hidratação do corpo, produtos para lavar os cabelos e até talco para proteger a pele e com muito cuidado e carinho faziam a nossa higiene”, rememora dona Edi.

Quando foi informada por uma das enfermeiras que todos aqueles produtos eram doados por pessoas da comunidade, a então paciente fez um compromisso. “Eu disse para mim mesma: se eu sair daqui vou voltar e trazer uma contribuição para que outros pacientes possam usufruir do mesmo conforto que esses banhos me proporcionam”, contou.

Na semana passada, dona Edi voltou para cumprir esse compromisso, abraçar um dos médicos que esteve à frente do tratamento intensivo e rever alguns dos profissionais que cuidaram dela durante a internação na UTI.

Com dezenas de produtos de higiene pessoal dentre sabonete líquido e em barra, hidratante corporal, shampoo e condicionar para cabelos, creme dental, fraldas descartáveis, dentre outros.  Os produtos foram arrecadados dentre amigos e o público que assistiu à uma apresentação realizada pelo Coral da APEOESP, do qual dona Edi faz parte.

“Acho que é um exemplo que merece ser seguido por todos que puderem. Não tem como agradecer o que essas meninas (enfermeiras) e os médicos fazem pela gente. Eu fui muito bem tratada aqui”, definiu a aposentada.

Dona Edi foi recebida pelo médico Intensivista Luiz Cláudio Lima, que ficou feliz em rever a ex-paciente totalmente recuperada. “Isso é muito gratificante para toda a equipe. Assim como sofremos pelas perdas, rever um paciente tão bem quanto ela está, representa o sucesso daquilo que toda equipe fez”, afirmou o intensivista.

Lima, também destacou a solidariedade da ex-paciente. “A dona Edi é um exemplo de coragem e solidariedade. O que ela está doando será para outros pacientes que vão passar pelos momentos difíceis que ela passou, mas mesmo assim teve a sensibilidade de perceber as carências e dificuldades que o hospital enfrenta”, afirmou o intensivista.

Igualmente emocionada, dona Edi agradeceu a dedicação e o carinho recebidos. “Eu aprendi amar esse homem. Ele é um gentleman, humano, dedicado e muito pontual. Tinha um relógio próximo do meu leito e eu via que todas os dias, pontualmente as 5 horas da manhã ele adentrava a UTI. Isso chamou muito a minha atenção”.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by