Plantão de Notícias

Homem é detido após tentar subornar policiais do TOR

Foto divulgação

Da redação Diego Alves

Um homem de 27 anos foi preso suspeito de tentar subornar policiais rodoviários para não ser preso. O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira, 21, na rodovia Washington Luís (SP-310), em Rio Preto. O suspeito foi flagrado dirigindo um carro roubado e teria oferecido R$ 2 mil para não ficar atrás das grades.

Segundo informações do boletim de ocorrência, os policiais rodoviários da equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) estavam em patrulhamento pela rodovia, quando depararam com um veículo Renault Captur, cor preta, que estaria trafegando em alta velocidade.

Ao tentar abordagem, o motorista fugiu dirigindo em alta velocidade, segundo a polícia. Por meio de manobras, os policiais conseguiram forçá-lo a parar o veículo no acostamento da rodovia.

O motorista foi obrigado a descer do carro para que passasse por uma revista corporal. Nada de ilícito foi encontrado nos bolsos dele. O motorista deu versões diferentes sobre a origem e destino da viagem, além de não saber explicar porque acelerou ao invés de acatar a ordem para estacionar no acostamento, de acordo com a polícia.

A partir deste momento, os policiais começaram a checar as numerações de séries e placas dos veículos. Em consulta ao banco de dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo, descobriram que o carro tinha sido roubado no dia 16 de julho deste ano, em São Paulo.

Questionado sobre a origem do veículo, o motorista revelou que foi contratado para trazer o carro da Capital paulista até Rio Preto, onde o entregaria para uma pessoa. Pelo serviço, ele iria receber um pagamento, mas ele não revelou nem a quantia e nem o contratante.

Ao ser informado que seria conduzido à Central de Flagrantes pelo crime de receptação, o motorista teria oferecido a quantia de R$ 2 mil em dinheiro aos policiais. A conversa foi registrada em vídeo pelo celular de um dos policiais rodoviários.

Após confirmar a tentativa de suborno, os policiais deram voz de prisão ao motorista por corrupção ativa. Como prova, foram apreendidos uma bolsa preta de mão, que continha R$ 2,2 mil em espécie, e um celular iPhone 11.

O motorista foi autuado por corrupção ativa, receptação e localização e apreensão de veículo. Depois foi encaminhado para a carceragem da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic) de Rio Preto. O caso será investigado pelo 5º Distrito Policial de Rio Preto. O verdadeiro dono do carro foi comunicado pela Polícia Civil para vir até Rio Preto para pegar de volta seu veículo.

Fonte: Acontece em Foco

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by