Plantão de Notícias

Homem é preso com maconha e grande quantia em dinheiro na Vila Bandeirantes, em Birigui

Da redação Diego Alves

Um homem de 30 anos, morador do Bairro Vila Bandeirantes em Birigui (SP), foi preso na madrugada desta quinta-feira (08), acusado de tráfico de drogas. Com o acusado, foram localizados maconha e uma grande quantia de dinheiro em nota diversas.

Segundo informações da polícia militar, os militares, Cabo Aiglo e o Cabo Domene, realizavam patrulhamento pela Vila Bandeirantes, quando pela Rua São Benedito, se aproximaram da casa de D.B.R, um homem de 30 anos, pessoa sobre quem, segundo a polícia militar há várias denúncias da prática de tráfico de drogas, e os militares também tem conhecimento que ele já foi alvo de mandado de busca e apreensão pela polícia civil durante investigação de um homicídio ocorrido neste ano.

O indivíduo estava na calçada, e estava na companhia de outras mais três pessoas, sendo eles dois homens e uma mulher, os quais seriam usuários de droga. Ao notarem a presença policial, os usuários se evadiram, cada um em uma direção, não sendo possível abordá-los. Já D.B.R, tentou correr para o interior de sua residência, no entanto, como o portão estava trancado, os militares obtiveram êxito em abordá-lo ainda do lado de fora da casa.

Dispensou

Ainda com o que foi apurado, quando notou que não conseguiria fugir da abordagem, ele dispensou uma porção de aproximadamente 20 gramas de maconha que estava embalada para em possível prática de venda. Questionado pela equipe, ele alegou que aquela droga seria para seu consumo pessoal. Indagado pela equipe se haveria mais droga na casa, ele disse ao policiais, “ter comprado 60 gramas de maconha em três porções e que as outras duas estavam escondidas dentro do espelho de uma tomada”.

Drogas e dinheiro

Com a autorização do acusado de adentrar na casa, ele mesmo indicou o local onde as outras duas porções idênticas à apreendida estavam armazenadas. Próximo daquele local, sobre uma mesa que estava na varanda, foram encontradas diversas notas amassadas de diversos valores, as quais totalizaram R$ 2.102,00 (dois mil, cento e dois reais). Questionado pela equipe, ele não soube informar a quantia exata ou aproximada de dinheiro que estava na mesa e também não soube informar sua origem.

Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão pela prática de tráfico de drogas, sendo ele conduzido ao plantão policial. O acusado foi algemado com receio de fuga.

Negou

Já na delegacia, por sua vez, o acusado alegou apenas ser usuário de maconha. Relatando que na madrugada de hoje (08), estava no interior de sua casa quando ouviu barulho de portas batendo na rua e saiu para ver o que acontecia, e que policiais militares abordavam uma mulher em uma esquina próxima de sua casa. Ainda disse, que, se preparava para voltar para o interior da casa quando um dos policiais chutou o seu portão e perguntou se havia droga na casa, momento que ele confessou aos militares que dizendo que tinha três porções que seriam para seu consumo pessoal, tendo indicado onde elas estavam guardadas.

Dinheiro

O acusado disse ainda, que, com relação ao dinheiro encontrado sobre uma mesa, ele afirmou que acredita que tivesse aproximadamente R$ 2.300,00 (dois mil e trezentos reais), e segundo ele, é um dinheiro que ganhou trabalhando com carga e descarga de caminhões (chapa), juntamente com o seu pai. Disse que em cada viagem que fazem ganha de R$ 1.300,00 a R$ 1.500,00 reais, e que juntos fazem em média de três a quatro viagens dessas por mês.

Preso

O delegado responsável Dr° Eduardo Lima de Paula, ao tomar conhecimento dos fatos e após oitivas, considerou a versão dos fatos apresentada pelos policiais militares de que teriam visto o acusado em situação de possível comercialização de drogas, e, o fato das porções encontradas em sua casa estarem fracionadas e semelhantes àquela encontrada em seu poder em via pública, e a quantidade de dinheiro em notas de diversos valores encontradas no interior da residência, foram fatores suficientes para classificar a sua ação como possível prática do tráfico de drogas, permanecendo o acusado preso a disposição da justiça.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by