Plantão de Notícias

Mãe é presa após ameaçar atear fogo em filha e policial militar no Parque Dom Pedro, em Birigui

Foto: Diego Alves

Da redação Diego Alves

Uma mulher de 41 anos, moradora de Birigui (SP), foi presa no final da noite de domingo (16), após ameaçar atear fogo em suas filhas e, em um policial militar que atendeu a ocorrência. Um isqueiro e uma garrafa pet com álcool foi apreendida. Ela chegou a jogar álcool em um dos militares e foi contida pela equipe.

Segundo o que foi apurado pela reportagem, Policiais militares Soldado Batista e Soldado Meloni, estavam em patrulhamento de rotina no final da noite deste último domingo (16), quando foram acionado via copom para comparecerem na rua Rua Francisco Nunes, no Parque Dom Pedro, onde estaria ocorrendo situação de violência doméstica.

No local, em contato com vítima de 21 anos, ela relatou para a equipe policial, que sua mãe, faz uso de bebidas alcoólicas praticamente todos os dias, e segundo ela, se torna agressiva e violenta nestas situações. Relatou ainda, que a mãe ameaçou ela e seu pai de morte, dizendo que iria matá-los e que atearia fogo em tudo. Naquele momento a mãe não estava presente no local.

Álcool

Ainda com o que foi apurado, durante o atendimento da ocorrência e orientação à vítima, a mãe da jovem retornou a residência, totalmente alterada, dizendo que iria atear fogo em tudo e em todos, e adentrou no imóvel. Em seguida retornou com uma garrafa transparente, com líquido aparentando ser álcool, e jogou-o em direção ao Policial Militar, atingindo seu colete balístico, além de derramá-lo em um veículo que estava estacionado defronte a residência. Em seguida, a mulher apossou-se de um isqueiro e fez menção a jogá-lo em direção ao Policial Militar, necessitando ser contida pela equipe policial com uso de força física moderada.

Resistência

Durante a tentativa de contê-la, a mulher que tem 41 anos, demonstrou resistência ao ser contida, agredindo os Policiais Militares com chutes e puxando o colete balístico, sendo preciso algemá-la por demonstrar resistência e para preservar a integridade física da própria mulher e da equipe policial.

Frequência

Uma adolescente de 17 anos, também filha da acusada, chegou no local, após a mãe ser contida pela equipe, informando que vivem esta situação com frequência e que estava com medo de que a mãe realmente fizesse algo contra elas. O pai não estava no local. Foi dada voz de prisão em flagrante à acusada e as partes foram conduzidas ao Plantão Policial judiciária.

Presa

Diante dos fatos, o delegado responsável DR° Nilton Aparecido Marinho, ratificou a voz de prisão dada anteriormente pela equipe pelos crimes de violência doméstica, ameaça e resistência, as filhas ainda solicitaram uma média protetiva. Foi arbitrada pela autoridade policial, fiança no valor de R$1.200,00 (um mil e duzentos reais), que não foi apresentado pela indiciada ou por familiares, razão pela qual a acusada foi encaminhada para a unidade prisional feminina, em Tupi Paulista (SP), onde permanecerá à disposição da justiça.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by