Plantão de Notícias

Mulher é agredida com “Pá” e estrangulada, após se negar usar drogas em Araçatuba

Da redação Diego Alves

Um homem que não teve sua identidade divulgada pelas autoridades, foi preso durante a madrugada desta segunda-feira (29), em Araçatuba (SP), acusado de agredir a companheira de 23 anos com uma pá, em seguida tentou ainda estrangular a vítima, por se recusar a consumir entorpecentes com ele.

Segundo informações apuradas pela reportagem, policiais militares realizavam patrulhamento preventivo em Araçatuba (SP), quando na madrugada desta última segunda-feira (29), foram acionados via copom para atender ocorrência de violência doméstica pelo bairro Lago Azul.

Segundo os militares, ao chegarem no local dos fatos, o acusado saiu de encontro aos militares bastante alterado, sendo necessário o uso de força progressiva para contê-lo e algema-lo, e, acalmar a situação para entender o ocorrido naquela ocorrência.

Vítima

Dentro da residência, a equipe localizou a vítima de 23 anos, ao solo, bastante abalada e sem roupas, com hematomas aparentes na região do pescoço. No imóvel também havia uma criança de dois anos, que após contato com a vítima, está relatou que era filha dela com o acusado das agressões. Ainda segundo a vítima, a criança estava chorando pois havia presenciando as agressões sofridas pelo companheiro.

Agressões

Uma equipe do corpo de bombeiros foi acionada para socorrer a vítima, que enquanto aguardavam o socorro, relatou que seu companheiro havia lhe agredido com vários golpes de “pá”, em seguida tentou lhe estrangular. Ainda segundo ela, o motivo seriam porque ela se recusou a consumir drogas com o acusado, que revoltado, começo a lhe agredir.

Conselho Tutelar

A jovem de 23 anos foi socorrido ao Pronto atendimento de Araçatuba (SP), e a filha foi amparada por uma unidade do Conselho Tutelar. O acusado recebeu voz de prisão pelos militares e foi encaminhado a delegacia.

Preso

Já no distrito policial, o delegado que presidiu a ocorrência, elaborou boletim de ocorrência de lesão corporal e violência doméstica, permanecendo o acusado em cárcere, à disposição da justiça

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by