Plantão de Notícias

Vereadores de Araçatuba autorizam repasse de R$ 2 milhões para a Santa Casa

Fotos: Angelo Cardoso

Da redação Diego Alves

Em regime de urgência, os vereadores de Araçatuba aprovaram projeto de lei, encaminhado pela Prefeitura, que autoriza o repasse de uma subvenção social no valor de R$ 2 milhões para a Santa Casa de Misericórdia da cidade. A votação ocorreu na noite desta segunda-feira (04/12), durante a fase da Ordem do Dia da 39ª Sessão Ordinária do ano.

O regime de urgência foi requerido pelo vereador Dr. Jaime (PSDB), líder do governo municipal na Câmara. Na justificativa que acompanha o projeto, a Prefeitura afirma que a Santa Casa passa por dificuldades financeiras para manter o atendimento à população.

O texto informa ainda que os R$ 2 milhões serão transferidos ao Município pelo governo estadual e repassados à Santa Casa por meio da abertura de crédito adicional suplementar no orçamento municipal.

Outros dois projetos da Prefeitura também foram aprovados na 39ª Sessão. Uma das matérias concede área do Parque Industrial Alexandre Biagi a uma empresa de colchoaria. A outra propositura restabelece por 90 dias o prazo para a lavratura de escritura pública de área concedida.

O plenário aprovou ainda três projetos de autoria parlamentar. O vereador Coronel Guimarães (União Brasil) assina dois deles. O primeiro denomina Josué Felipe Sales a rua 2 do loteamento residencial Costa Ville II, localizado no bairro São Rafael. Bancário e advogado, o homenageado era natural de Sales, interior de São Paulo, e veio para Araçatuba no início dos anos 1970, onde também foi membro atuante em igreja evangélica e associações.

O vereador Coronel Guimarães propôs ainda o nome de Lois Miguel Dias para a rua 8 do loteamento residencial Costa Ville, também localizado no bairro São Rafael. Nascida em Três Lagoas, a homenageada chegou em Araçatuba em 1963 e se formou professora, atuando nas redes pública e privada de ensino. Também foi voluntária do grupo de escoteiros Dom Bosco.

Completa a lista de aprovações projeto de autoria da vereadora Regininha (Avante), que declara patrimônio cultural imaterial do município o evento Buteco Legal, festival gastronômico com bares e restaurantes da cidade realizado tradicionalmente no mês de dezembro. A matéria recebeu 10 votos favoráveis e um voto contrário, do vereador Arlindo Araujo (MDB).

Fonte: Assessoria de Comunicação: Suzy Faria // Foto: Angelo Cardoso

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by