Plantão de Notícias

Artigo Reflexão: O diferencial

Por: Rev. Adi Éber Pereira Borges †

“ Aquele, porém, que entra pela porta, esse é o pastor das ovelhas. Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as sua próprias ovelhas e as conduz para fora ”. João 10.23

Dizem os especialistas que, uma das áreas que mais cresce na economia é a prestação de serviços. Aquelas pessoas que se dedicam nesse ramo têm grandes possibilidades de ganho certo. Mas para isso é preciso ser um/a ótimo/a profissional; capacitar se é urgente. Possivelmente, a plena capacitação e o esmero no serviço será hoje o seu grande diferencial.

Quando se fala de esmero, ou seja, cuidado e dedicação extremos em qualquer serviço que for realizar, passa pelo cumprimento fiel do combinado (data, horário, preço, completude do serviço, segurança). Quando esse/a profissional age dessa maneira, logo dizemos “ essa pessoa é diferenciada esse é o seu diferencial, o cuidado extremo com seu serviço ”.

No texto do evangelho de João, Jesus é esse Pastor diferenciado que se dedica e vai ao extremo no cuidado de suas ovelhas. Ele não mede esforços, está o tempo todo na ocupação de cuidar, alimentar e direcionar quem está sob sua proteção.

O diferencial no pastoreio de Jesus segue, pelo menos, duas vertentes. A primeira é a completude de sua ação pastoral, ela é abrangente a todos os aspectos da vida humana. Aquelas pessoas que se permitem ser cuidadas por Jesus, ganham dele a vida plena, ou ainda, o combinado de Jesus é cuidar do ser humano de forma integral.

A segunda vertente é a duração de sua ocupação em cuidar das pessoas. A ação pastoral de Jesus é para sempre e o tempo todo. Talvez poderíamos dizer que Jesus fideliza seus discípulos e discípulas pelo cuidado Full time, tempo cheio, completo. O tempo todo está de olhos abertos e vigilantes para nos socorrer e nos amparar.

Ao exemplo de Jesus, todas as pessoas são chamadas para agirem pastoralmente na vida uns dos outros. Mesmo que nem todas as pessoas recebam o chamado específico do ministério pastoral ordenado, cada pessoa recebe de Deus a incumbência de ações pastorais nesse mundo. Pastorear é cuidar, é estar sensível e atento para socorrer quem precisa, é proteger, é guiar.

A nossa ação pastoral na vida e nos caminhos da missão, deve ocorrer de forma individual e coletiva conjuntamente. Individual quando um a um vão se cuidando mútua e diariamente; coletiva quando nos unimos para cuidar e amparar alguém, um grupo ou alguma situação social.

O importante é agir pastoralmente de forma integral e em todo tempo. A Comunidade de Fé é a continuidade da ação pastoral de Jesus no mundo. Esse é o grande diferencial da Igreja em relação às outras instituições humanas. Sigamos nos pastoreando sempre!

Rev. Adi Éber Pereira Borges †

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by