Plantão de Notícias

Birigui inicia ações de Semana sobre Leishmaniose Visceral

Imagem divulgação

Da redação Diego Alves

A Prefeitura de Birigui, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza até o dia 11 de agosto, próxima sexta-feira, a Semana de Prevenção, Controle e Conscientização sobre Leishmaniose Visceral, no município.

As ações terão início nesta segunda-feira (07/08) com visitas de Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias nas residências. Além de orientar os moradores, também será feita a coleta de sangue dos cães residentes para diagnóstico sorológico da LVC (Leishmaniose Visceral Canina).

Plantão todos os dias para coleta de exame de sangue dos animais no canil municipal, das 8h às 13h, durante esta semana, sem necessidade de agendamento.

Nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), as equipes da ESF (Estratégia Saúde da Família) abordarão o tema com os pacientes que estiverem aguardando por atendimento.

No Centro Médico de Especialidades será feita panfletagem durante toda a semana. O local abriga a farmácia municipal e auto custo, centro odontológico, saúde da mulher entre outros serviços, tendo grande fluxo de pessoas todos os dias.

Há previsão ainda de visitas às hortas comunitárias e distribuição de material educativo e palestras nas escolas da rede municipal de educação, coordenadas pelo setor educativo da zoonose.

Profissionais da saúde também cumprirão agenda de divulgação na imprensa para falar sobre a doença em cães e humanos.

Os trabalhos previstos são parte Semana Municipal de Controle e Combate à Leishmaniose, instituída pela lei 6.526/2018, e a Semana Estadual de Prevenção da Leishmaniose.

ENCERRAMENTO ESPECIAL

No sábado, dia 12 de agosto, para fechar toda a semana de trabalho, os Agentes de Endemias da equipe de Controle a Leishmaniose do município e do Canil Municipal, estarão na Praça Dr. Gama, na região central da cidade, das 9h às 12h, abordando a posse responsável de animais com o público.

Nos supermercados de Birigui também serão realizadas ações de abordagem educativa e de conscientização para público.

DOENÇA

A leishmaniose visceral é uma doença infecciosa sistêmica, caracterizada por febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular, anemia e outras manifestações.

É transmitida ao homem somente pela picada do inseto vetor infectado, o Lutzomyia longipalpis, mais conhecido como mosquito-palha ou birigui.

Conforme a Vigilância Epidemiológica, de 1º de janeiro a 04 de agosto deste ano, foram realizadas 06 notificações de pacientes de Birigui com sintomas. Deste total, uma pessoa foi diagnosticada com leishmaniose, quatro deram resultado negativo para a doença e um aguarda resultado. A cidade segue sem óbito este ano.

Apesar de grave, a doença tem tratamento, que é oferecido gratuitamente na rede municipal de saúde.

Já nos cães os sintomas são: crescimento das unhas, queda dos pelos, feridas na pele, secreção ocular, emagrecimento e perda do apetite.

Em cães, foram 591 notificações sobre a doença este ano, sendo que 41 tiveram resultado positivo para a doença, 545 estavam negativos e 05 aguardam resultado de exame.

PREVENÇÃO

A Secretaria de Saúde de Birigui promove durante todo o ano ações de prevenção ao mosquito, por meio do trabalho de orientação da população em não manter matéria orgânica em decomposição nos quintais das casas, ambiente propício para o desenvolvimento do inseto, e sobre guarda responsável.

Promove, também, ações de controle, como coleta de sangue de cães para dianóstico laboratorial, seguindo o plano de manejo e controle da leishmaniose.

Em caso de dúvidas, a recomendação é que o munícipe entre em contato com a Divisão de Vigilância e Controle de Vetores, que atende pelos telefones: 3643-6233 (ramal 230), das 7h30 às 13h30.

Compartilhem, deixe seu Like 👍

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by