Plantão de Notícias

Em resposta rápida GCM prende dois e recupera telhas de zinco furtadas de obra em Birigui

Fotos: Divulgação

Da redação Diego Alves

Dois indivíduos de 35 e 43 anos, foram presos no início da manhã deste domingo (02), após furtar 5 telhas de zinco em um barracão na rua João Galo, no centro de Birigui (SP). Os indivíduos foram flagrados por uma equipe da Guarda Civil Municipal, momento em que carregavam as telhas, onde segundo os indivíduos, iram vender para empresas de reciclagem ou trocá-las por drogas na Vila Bandeirantes.

Segundo o que foi apurado pela nossa reportagem, uma equipe da Guarda Civil Municipal de Birigui (SP), GCM Lemes e GCM Moterani, realizavam patrulhamento no início da madrugada deste domingo (02), quando receberam um chamado, via rádio, que um munícipe havia denunciado ter visto dois indivíduos subtraindo folhas de zinco de uma construção situada na Rua João Galo, região central da cidade.

Flagrante

Prontamente os agentes municipais passaram a diligenciar nas imediações irradiada, e na Rua da Gloria, avistaram os suspeitos, os quais transportavam cinco folhas de zinco de tamanho 3×1 metros, os quais foram posteriormente identificados como sendo L.T.S.L de 35 anos e M.P.S de 43 anos. Questionados pela equipe, os acusados admitiram que haviam acabado de subtrair os objetos da referida construção, e alegaram serem usuários de drogas e que posteriormente iriam trocá-las ou vendê-las para comprar drogas.

Durante a ocorrência, a equipe conseguiram identificar o proprietário do imóvel sendo solicitado que comparecesse ao plantão policial. Diante dos fatos, a GCM Moterani deu voz de prisão em flagrante delito aos abordados e os apresentou ao plantão policial, para serem tomadas as devidas providências de polícia judiciária.

Vítima

Já no distrito policial, a vítima confirmou ser proprietário da obra local dos fatos, onde atualmente está construindo um prédio comercial. Disse ainda que durante a última semana, retirou as telhas de zinco que serviam de fechamento da obra e as guardou no interior do estabelecimento para posteriormente retirá-las com o uso de um caminhão. Ainda segundo vítima, na madrugada deste domingo (02), foi avisado por Guardas Municipais sobre o furto ocorrido no local e que os objetos haviam sido recuperados. Reconhecendo as telhas como de sua propriedade.

Acusados

Por sua vez, durante as oitivas, o acusado M.P.S de 43 anos, alegou ser inocente. Disse a autoridade policial, que andava com o amigo L.T.S.L de 35 anos em busca de alguma comida e ao passar pela construção, encontraram jogadas na rua as folhas de zinco e como pegam recicláveis, acreditaram que eram objetos descartados pelo dono e pretendiam amassá-las e vendê-las para algum ferro velho.

Já seu amigo, L.T.S.L de 35 anos, por sua vez, reiterou a versão dele, que andavam pela cidade em busca de alguma coisa para comerem, e que é comum encontrarem objetos em bom estado descartados em obras e afirmando que já encontrou telhas em estado melhor do que aquela, jogadas em caçambas. Porém em uma das contravenções disse que as telhas estavam escoradas entre uma parede e a grade da construção, do lado de fora e não jogadas na rua como disse o amigo. Questionado por quanto as venderiam, disse que conseguiria de R$ 0,60 e R$ 0,90 pelo quilo do metal em ferro velho, porém, não soube dizer o quanto conseguiria por elas ao total.

Presos

Diante das versões apresentadas a autoridade policial Dr. Eduardo de Paula, ciente dos fatos e após entrevistar as partes, considerou-se que os indiciados foram surpreendidos logo após ter subtraído cinco folhas de zinco de 3×1 metros avaliadas em R$ 500,00 reais, e por fim, classificou a conduta como infração ao artigo 155 (Furto qualificado), permanecendo os acusados presos a disposição da justiça.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by