Plantão de Notícias

Em votação tumultuada com suspensão e substituição, CP contra Maffeis é arquivada

Foto Reprodução: Momento do juramento do suplente Edinho Fujimoto após o vereador e relator da CP, Everaldo Santelli, ser suspenso de direito de voto.

Da redação Diego Alves

Em uma votação do relatório final tumultuada, realizada nesta segunda-feira (16), em sessão extraordinária, na Câmara Municipal de Birigui (SP), é arquivada CP (Comissão Processante), contra o prefeito municipal Leandro Maffeis Milani.

A CP (Comissão Processante), foi criada para apurar possíveis irregularidades em contrato emergencial no transporte coletivo de Birigui. Nesta segunda-feira (16) em convocação de sessão Extraordinária, Maffeis teve 6 votos em seu favor, a pedido de arquivamento, que foi o suficiente para arquivar e permanecer no comando do executivo.

Em uma apuração tumultuada e confusa, com relatório favorável, redigido pelo Relator da CP, Everaldo Santelli (PV), pela improcedência da denúncia e arquivamento, outro relatório redigido pelo membro da comissão Cleverson Toddy (Cidadania), não concordou com o relatório apresentado pelo relator, aonde pedia a cassação do prefeito municipal Leandro Maffeis.

Ringue Político

Após este momento de confusão de relatórios, o vereador e relator, Everaldo Santelli (PV), pediu afastamento do vereador Paulinho do Posto (Avante), por suposto áudio aonde ele fala com o antigo diretor de trânsito, responsável naquela época aonde se deu início na denúncia.

Em seguida após a votação ser contrária contra a suspensão de voto do vereador Paulinho do Posto (Avante), e, ser negada pela maioria. Logo em seguida o vereador Cabo Wesley (União Brasil), pediu pela abertura de votação da suspensão do direito de voto do vereador Everaldo Santelli (PV), alegando que estava nítido que o vereador havia deixado a investigação para tomar lado político na apuração dos fatos e, em seu relatório apresentado no plenário.

Suspensão e Substituição

Em um momento tumultuado, o vereador e presidente do plenário José Luis Buchalla (Patriota), pediu 5 minutos para que fosse avaliado o pedido de suspensão do voto do vereador e relator da CP. Após retornar, em votação, o vereador Everaldo Santelli foi suspenso pela maioria e teve que ser substituído após uma nova suspensão de sessão de 20 minuots, pelo suplente Edinho Fujimoto (PV), que foi pego de surpresa e realizou o juramento as pressas, para assumir a cadeira do parlamentar.

Relatórios

Em seu relatório, o relator da CP que foi suspenso de direito de voto, Santelli relatou que a contratação emergencial aconteceu após a quebra de contrato repentina da empresa Viação Suzano, e a dispensa de licitação aconteceu devido ao fato de amparar o mais rápido possível a população que necessitavam do transporte coletivo para se locomoverem. Sendo assim, garantindo que a população não fosse totalmente atingida e prejudicada. Por fim, garantiu que todos os trâmites foram realizados dentro da legalidade prevista nos parâmetros da lei.

Já o Vereador Cleverson Toddy, relatou que houve fraude na contratação emergencial, havendo segundo ele um favorecimento. O vereador e membro da CP, disse ainda que os documentos enviados ao plenário em defesa do Prefeito Municipal Leandro Maffeis, foram com intenção de induzir os vereadores na votação do relatório final apurado.

Arquivamento

Após os votos dos vereadores, Cesinha Pantarotto (PSD), Benedito Dafé (PSD), Vadão da Farmácia (PTB), Si do Combate ao Câncer (Avante), e Edinho Fujimoto (PV), substituindo o vereador Santelli, totalizaram seis votos, o que foi suficiente, para que o Prefeito Municipal Leandro Maffeis Milani, continue no cargo do executivo. Ambos votaram pela “improcedência da denúncia e arquivamento”.

Votaram a favor da “procedência da denúncia e cassação do prefeito”, os vereadores Fabiano Amadeu (Cidadania), Tody da Unidiesel (Cidadania), Buchalla (Patriota), Cabo Wesley (União Brasil), Wagner Mastelaro (PT), Dra. Osterlaine (União Brasil), André Fermino (PSDB), Marcos da Ripada (União Brasil) e Paulinho do Posto (Avante). Não atingindo os 10 votos necessários sendo arquivada a CP (Comissão Processante).

Compartilhem, deixe seu Like 👍

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by