Plantão de Notícias

Homem que matou jovem de 19 anos em Araçatuba não aceitava o fim do relacionamento

Da redação Diego Alves

A jovem Karen Milene Galvão Borges, que faria 20 anos no próximo dia 19, foi assasinada à facadas na noite desta terça-feira (08), no estacionamento de um supermercado, no final da rua Almirante Barroso, no bairro Vila Mendonça, em Araçatuba. O acusado de cometer o crime é o ex-companheiro da jovem, um homem de 24 anos.

Consta no boletim de ocorrência, que a jovem saiu do supermercado, onde era funcionária, por volta das 20 horas. Após 20 minutos ela retornou já com o ex-companheiro. Ela tentou entrar novamente no estabelecimento, porém foi agarrada pelo acusado, o qual desferiu golpes de faca contra a jovem na porta do supermercado.

Ela ainda tentou correr, atravessou o estacionamento até cair. Mesmo caída, o agressor ainda desferiu mais golpes de faca na vítima e, fugiu em seguida.

Karen foi socorrida em estado grave e, morreu pouco depois de dar entrada na Santa Casa de Araçatuba. Segundo os médicos, ela foi atingida por três golpes, que atingiram o tórax e braço esquerdo.

FUGA

Durante a fuga, o homem bateu o veículo que conduzia, um VW/Gol no muro de uma residência na rua Barão de Piracicaba, no bairro Santa Luzia. Ele abandonou o carro e, fugiu a pé até o apartamento onde mora, no condomínio Apoteose, na rua Goulart, ainda no bairro Santa Luzia.

No veículo do acusado foram encontrados duas facas, porém só uma estava suja com sangue.

MEDICAMENTOS

Ainda segundo o boletim de ocorrência, no apartamento o acusado ingeriu medicamentos com a intenção de se matar. A Polícia Militar foi até o apartamento e realizou a prisão. O homem foi levado ao Pronto Socorro Municipal, onde recebeu atendimento médico. Após receber alta ele foi apresentado na Central de Flagrantes de Araçatuba.

PRISÃO

O delegado plantonista representou pela conversão da prisão em flagrante, pela preventiva. Ele deve passar por audiência de custódia ainda nesta quarta-feira (09) e, depois será encaminhado à Cadeia Pública de Penápolis (SP).

SEPARAÇÃO

A mãe da jovem relatou aos policiais, que eles haviam se separado há cerca de dois meses, entretanto, o acusado não aceitava o término e estava ameaçando a vítima.

O corpo da jovem foi levado ao IML ( Instituto Médico Legal), para exame necroscópico e, em seguida será liberado para família. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by