Plantão de Notícias

Monsenhor Jonas Abib, fundador Canção Nova, morre aos 85 anos no interior de SP

Da redação Diego Alves

Fundador da comunidade católica Canção Nova, o monsenhor Jonas Abib morreu nesta segunda-feira, 12, aos 85 anos, em Cachoeira Paulista (SP). Nesta terça-feira, 13, instituições, integrantes da Igreja e autoridades lamentaram a perda e destacaram o legado deixado pelo sacerdote, que foi um dos principais impulsionadores da Renovação Carismática no Brasil nos últimos anos.

Abib havia recebido alta de um hospital na quinta-feira passada, dia 8, após ficar um mês internado para tratar um quadro de pneumonia. Ele retornou para casa no dia em que completava 58 anos de sacerdócio. Desde maio do ano passado, o religioso também realizava um tratamento quimioterápico de um mieloma, um tipo de câncer que afeta as células da medula óssea.

Por meio de nota, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) destacou o legado deixado pelo monsenhor Abib. “Como se canta no hino de Compromisso: ‘Não dá mais pra voltar…, o barco está em alto mar!’. Que o legado deixado pelo Monsenhor Jonas seja corajosamente levado adiante por aqueles que de modo mais próximo o acompanharam, bem como o número grandioso de colaboradores que mantém esta obra que tanto bem tem feito à Igreja, inspirados no seu lema para a vida sacerdotal”, divulgou a CNBB.

A Arquidiocese de São Paulo também expressou suas condolências pela morte de Abib. “Que o legado deixado pelo Monsenhor Jonas seja corajosamente levado adiante por aqueles que de modo próximo o acompanharam”, afirma em nota assinada por d. Joaquim Lopes Dias, bispo diocesano de Lorena.

Em nota, o atual governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), disse que o monsenhor Abib era um “espírito iluminado”. “A comunidade Canção Nova e o Movimento Carismático perderam seu líder e maior missionário. Monsenhor Jonas Abib era um espírito iluminado, um visionário que levou a palavra do Senhor a milhões de paulistas”, disse. Além de expandir o trabalho de evangelização de forma inédita ao criar a maior rede de comunicação da Igreja Católica no Brasil, destacou o tucano, “ele propagou a fé e a verdade também no exterior, com as Frentes de Missões em outros países”.

Nas redes sociais, o governador eleito de São Paulo, Tarcísio Freitas (Republicanos), também destacou o legado deixado por ele “Continuará guiando e evangelizando milhares de pessoas por todo o Brasil.”

“Um ser de luz que nos ensinou tanto com seu exemplo de amor ao próximo e um incansável trabalho de evangelização. Uma perda muito triste”, publicou Lu Alckmin, mulher do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB).

O velório do fundador da comunidade católica Canção Nova começa nesta terça-feira e seguirá até quinta-feira, 15, na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista.

Fonte: SBT interior

Compartilhem, deixe seu Like 👍

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by