Plantão de Notícias

Prefeitura adquire mais de R$ 378 mil em implementos para o programa Patrulha Agrícola

Da redação Diego Alves

A Prefeitura de Birigui adquiriu dez novos equipamentos agrícolas, ao custo total de R$ 378.079,00, para o programa Patrulha Agrícola, que oferece apoio técnico operacional aos pequenos e médios produtores rurais do município. Os novos implementos agrícolas foram apresentados nesta quinta-feira (11/08), ao prefeito Leandro Maffeis.

“Com a chegada de todo o maquinário, o município amplia a condição de atendimento aos nossos produtores rurais. Eles, por sua vez, com o apoio passam a ter melhores condições de produção”, disse Maffeis.

O recurso de R$ 200 mil para a compra dos equipamentos é proveniente de convênio com a Secretaria de Agricultura do Estado, liberado por meio de emenda parlamentar do deputado Roque Barbieri. A contrapartida do município foi de R$ 178.079,00 para a aquisição.

Conforme o diretor Municipal de Agricultura e Abastecimento, Fabio Moreno Martins, os equipamentos serão utilizados em vários serviços, envolvendo a preparação da terra para o plantio. “São maquinários de uso acoplado em tratores, que facilitarão muito o manejo, na área rural”, disse.

Entre os equipamentos estão grade aradora, subsolador, grade niveladora, roçadeira hidráulica, distribuidor de esteira para calcário, plaina niveladora, perfurador de solo, pá agrícola traseira, plaina dianteira carregadeira e um terraceador de arrasto.

PATRULHA AGRÍCOLA

Por meio do programa Patrulha Agrícola, pequenos e médios produtores rurais podem fazer uso dos equipamentos, mesmo não sendo dono da propriedade.

Para acessar os maquinários por meio do programa, basta realizar um cadastro no Departamento Municipal de Agricultura e Abastecimento, fornecendo dados simples como RG, CPF, endereço, e justificar o uso dos equipamentos na área rural.

Após a emissão de guia para liberação de uso, é recolhida uma taxa de meia Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), hoje no valor de R$ 15,98, referente a uma hora de trabalho, antecipada. As horas excedentes de uso serão pagas na devolução.

É ainda de responsabilidade do produtor rural requerente o abastecimento do maquinário, com óleo diesel. Tendo ainda de oferecer a alimentação ao motorista da que o programa disponibiliza para a execução do serviço.

A liberação do maquinário depende de agenda. Em todo o ano passado, foram executadas 70 liberações. No entanto, com a chegada das novas máquinas a expectativa é aumentar esse número de atendimentos. 

Fotos

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by