Plantão de Notícias

Rapaz de 22 anos é preso acusado de estuprar e extorquir uma adolescente em Birigui

Foto reprodução

Da redação Diego Alves

Um rapaz de 22 anos foi preso nesta segunda-feira (24), acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos. O crime aconteceu em Birigui (SP). Segundo a Polícia ele teria cometido o mesmo crime com outras adolescentes.

Segundo o que foi apurado pela reportagem, em agosto de 2021, o rapaz conheceu a adolescente de 14 anos. Algum tempo depois, ela teria pedido ao rapaz R$ 90,00, para pagar um valor que teria pegado emprestado com seu pai dia 16 de julho de 2022.

Em 03 de agosto do ano passado, ela retomou contato com o rapaz e, disse que precisava de dinheiro. Foi quando ele propôs à adolescente que fizessem sexo e, ela aceitou. Na hora marcada, o investigado chegou de veículo e foram para atrás de um condomínio em Birigui. Entretanto, ela arrependida, disse que não queria mais, porém, ele desrespeitando-a, puxou parte da sua roupa e, descobriu os seus seios.

Ele então avançou e começo a tocar nos seios da adolescente. Ela insistiu que ele parasse. Mas neste instante, o acusado pegou o celular e simulou tirar fotos dos seios da menor. Ele disse que mostraria a foto para o namorado e familiares dela, caso não aceitasse a manter conjunção carnal com ele.

Em razão da grave ameaça, que lhe causaria constrangimento e sérias consequência com a família, a adolescente abaixou a bermuda e calcinha e o rapaz por trás e sem preservativo, sendo consumado o ato sexual.

O Delegado Dr. Ícaro Oliveira Borges, representou pela busca e apreensão do celular do rapaz. O pedido foi deferido. Ele foi ouvido e, disse que foi tudo consentido.

Com base em laudo do Instituto de Criminalística, foi apurado que o rapaz também praticou condutas abusivas contra outras vítimas, isto é, ele costumava abordar mulheres, na maioria adolescentes, em redes sociais, e passava a assediá-las, oferecendo dinheiro, com o intuito de obter conteúdo de nudez, sendo certo que, após a obtenção, não pagava, acarretando violência sexual mediante fraude.

Após ter o arquivo íntimo (nudez) armazenado, ele passava a chantagear as jovens, exigindo-lhes dinheiro ou sexo, sob pena de divulgar o conteúdo. Ele também registrava a cena de nudez alheia sem a devida autorização da vítima. Sendo que, também armazenou vídeo que continha pornografia envolvendo adolescentes .

Ainda de acordo com a Polícia, o investigado constrangeu, ameaçou e causou violência psicológica à mulher. Algumas vítimas foram identificadas e, em solo policial, todas confirmaram as violações sofridas.

Foi representado pela prisão preventiva e, após a ordem, nesta segunda-feira (24), foi cumprido o mandado de prisão. Por fim, o acusado foi indiciado pelos crimes de estupro, extorsão, violação sexual mediante fraude, registro não autorizado da intimidade sexual, constrangimento ilegal, ameaça, violência psicológica contra a mulher e armazenamento de vídeo de pornografia envolvendo adolescente.

Compartilhem, deixe seu Like 👍

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by