Plantão de Notícias

UBS ou Pronto Socorro; em quais situações buscar atendimento em cada serviço?

Da redação Diego Alves

A quem recorrer no caso de uma fratura, dor de cabeça, febre alta ou para tomar uma vacina? As UBSs (Unidades Básicas de Saúde) ou o Pronto Socorro Municipal? É bastante comum que as pessoas se confundam na hora de procurar atendimento médico.

Por isso, buscar atendimento de saúde a um local correto é essencial para a garantir uma assistência adequada e diminuir os deslocamentos desnecessários. Para tirar essas dúvidas, a Santa Casa de Birigui preparou material para você saber em quais casos procurar uma UBS ou o PS.

UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE

As UBSs, popularmente conhecidas como postos de saúde, é a porta de entrada para o SUS (Sistema Único de Saúde). São os locais onde os pacientes recebem atendimento gratuito para diagnóstico e tratamento de cerca de 80% dos problemas de saúde, característicos da atenção primária.

O usuário pode buscar a UBS do seu bairro ou região em casos de consultas agendadas, com algum sintoma não grave, exames de rotina, vacinação, testes rápidos, curativos, trocas de receitas, atendimento pré-natal, acompanhamento de hipertensos e diabéticos, mal-estar, conjuntivite, entre outros.

É nos postos de saúde que os pacientes recebem atendimento das equipes da ESF (Estratégia Saúde da Família). Quando necessário, o clínico geral encaminha o usuário para outros serviços de saúde, como pronto-socorro ou consultas para procedimentos eletivos e exames mais específicos.

PRONTO SOCORRO MUNICIPAL

Já o Pronto Socorro funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, sendo responsável pelos atendimentos de urgência (situação que requer assistência rápida, a fim de evitar complicações) e emergência (quando há ameaça iminente à vida, havendo necessidade de tratamento médico imediato).

A unidade está preparada para atender casos de pressão (alta ou baixa), febre alta, politraumatismo, vítimas de acidentes, infarto e derrame, choques elétricos, picadas de animais peçonhentos, queimaduras, sangramentos e hemorragias, ferimentos por arma de fogo ou branca, entre outros.

A gravidade do risco, e não a ordem de chegada, determina a rapidez com o que o paciente será atendido, podendo ser liberado ou permanecer em observação por até 24 horas. Os casos que necessitam de internação e cirurgias são encaminhados para hospitais de referência, por meio da Cross.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by