Plantão de Notícias

Coluna Reflexão – “A união sempre fez a força”

Por: Rev. Adi Éber Pereira Borges

“Respondeu-lhe: A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso. Então, lhe disse Moisés: Se a tua presença não vai comigo, não nos faças subir deste lugar”. Êxodo 33.14-15

Que bom que você está aqui; me sinto melhor, mais confiante, mais animado, com mais força. Agora, sei que podemos dar conta; eu pego daqui e você pega dali, e juntos vamos conseguir.

Na caminhada da vida, algumas vezes nos sentimos sós. Creio que isso acontece por dois motivos; o primeiro é porque realmente somos abandonados/as por aqueles e aquelas que podiam estar conosco, há pessoas que nos viram as costas e nos deixam falando sozinhos/as. O segundo motivo é que muitas vezes não percebemos a presença da outra pessoa.

Mas no nosso encontro de hoje, eu não quero falar do lado sombrio da solidão, mas enaltecer a força da união, da alegria da sua companhia. Juntos enfrentamos as dificuldades, derrubamos barreiras; celebramos as conquistas, seguimos em frente, construímos possibilidades.
O que seria possível Moisés e o povo fazer, ou para onde ir, se a presença de Deus não estivesse com eles? Veja que a possibilidade de paralização e de ociosidade era iminente; Moisés estava decidido a não sair do lugar se Deus não os acompanhassem. A união divina a eles era imprescindível, nada daria mais forças aquele povo do que a presença de Deus.

Olhando o texto e contexto do texto em epígrafe, descobrimos que Moisés não estava só, ele tinha a companhia de todo o povo, e dentre o povo, obviamente tinha uma equipe de liderança próxima a ele. Tenho certeza que isso ajudava em muito. Essa foi a fonte de muita força para aquele estrategista e líder, ou seja, a união fez a força para a libertação e para o enfrentamento das dificuldades da caminhada no deserto. Mas, ter a presença de Deus foi e seria fundamental para manter a união daquele grande grupo. A manifestação de Deus (Teofania) no meio do povo dava a certeza de que não estavam sós e abandonados naquele deserto. Isso mantinha a esperança e o ânimo sempre em ordem.

A união sempre fez a força até aqui e precisaremos continuar juntos e unidos para novos avanços e novas conquistas.
Iniciamos um novo ano, muita coisa irá acontecer, iremos viver com intensidade e com muitas emoções; ainda bem que você está comigo, estamos unidos, vamos vivenciar um novo ano lado a lado e, com toda a certeza da minha vida, Deus estará conosco em Jesus Cristo (Epifania) nos fortalecendo e nos animando. A união, nossa e com Deus, continuará fazendo a força.

“Que nossa união nesse ano novo seja como a primavera da vida, que produz frutos e dos frutos, sementes, que podem ser plantadas a cada dia”.

Rev. Adi Éber Pereira Borges†

Compartilhem, deixe seu Like 👍

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by