Plantão de Notícias

Garçom que ateou fogo e esfaqueou colega de trabalho foi indiciado por tentativa de homicídio duplamente qualificado.

Foto Diego Alves

Da redação Diego Alves

A Polícia Civil de Birigui (SP), finalizou o inquérito policial que apurava a tentativa de homicídio contra um entregador de 30 anos, na noite do dia 24 de junho deste ano. O delegado de polícia Dr. Eduardo Lima de Paula, imputou ao acusado, um garçom de 23 anos, o crime de tentativa de homicídio, duplamente qualificado, por motivo fútil e com emprego de fogo.

De acordo com o relatório final do inquérito, após uma discussão entre o garçom e o entregador, ocorrida um dia antes, o acusado comprou um facão, duas facas de serra, álcool e foi até a lanchonete, que fica na rua Pedro Álvares Cabral no Centro de Birigui (SP).

No local, ele exigiu que todos os presentes lhe pedissem desculpas pelo que havia ocorrido na noite passada. A vítima estava na rua fazendo entregas e quando ele chegou ao local, o acusado teria rasgado uma sacola onde trazia um balde com álcool, jogou o líquido no corpo do entregador e, fazendo uso de um spray aerossol e um isqueiro, ateou fogo na vítima.

A vítima já em chamas, teria tentado correr para o interior da lanchonete para pedir socorro e foi seguido pelo acusado, o qual desferiu golpes com facão, que atingiram a região dorsal da vítima. Alguns funcionários tentaram defender a vítima e “ir para cima” do acusado, que fugiu do local, deixando para trás o balde, facão, uma garrafa pet contendo álcool, duas facas de serra e um canivete acoplado num soco inglês.

A vítima foi socorrida pelo resgate e levada ao Pronto-socorro municipal, onde deu entrada consciente, mas com muita dor, sendo necessário sedá-lo, já que estava com aproximadamente 50% do corpo queimado e, com dois cortes profundos na região dorsal.

GRAVE

A vítima segue internada em um hospital referenciado em queimados, na cidade de Marília (SP). Até o momento ele não foi ouvido, devido a gravidade do seu quadro clínico.

JÚRI

O relatório final do inquérito policial foi enviado ao Fórum da Justiça Estadual de Birigui, onde o acusado vai ser julgado pelo Tribunal do Júri do município.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by