Plantão de Notícias

Polícia Civil apreende celular de adolescente suspeita de criar perfil de massacres em Birigui

Foto: Divulgação

Da redação Diego Alves

A Polícia Civil identificou nesta sexta-feira (14), uma adolescente de 17 anos como sendo a possível criadora de um perfil no Instagram relatando possiveis ataques em escolas da cidade, causando pânico em toda a rede de ensino, alunos e Pais. Mesmo diante de todos os vestígios colhidos durante o árduo trabalho de investigação, ela negou.

Segundo o que foi apurado pelo site Birigui Notícias da Hora, equipes de Policiais Civis da DEIC de Araçatuba (SP), chefiada pelo delegado de polícia Dr. Juliano Góes compareceram no distrito policial central de Birigui (SP), para informar que nesta sexta-feira (14), compareceram em um imóvel em Birigui para dar cumprimento ao mandado de busca e apreensão expedido pela justiça, tendo em vista a informação que um celular fazendo uso da rede wifi instalada naquele imóvel teria sido utilizado para postar as mensagens relacionadas à ameaças de massacres em escolas na última terça-feira (11), através da conta de um perfil do Instagram de nome @massacre_birigui_18.

Durante a operação, em contato com os moradores, a equipe identificaram uma adolescente de 17 anos, a qual forneceu seu aparelho celular e senha de acesso aos Policiais Civis, devidamente autorizados pela decisão judicial. Diante do aparelho, a equipe realizaram vistoria preliminar no aparelho e identificaram na lixeira do e-mail da adolescente as mensagens relacionadas à criação da conta utilizada para as postagens ameaçadoras, bem como pesquisas no histórico de buscas relacionadas à ataques ocorridos no Brasil e outras partes do mundo.

Negou

Indagada pela equipe, mesmo com tais elementos localizados, a adolescente negou a autoria dos fatos, tendo afirmado que tem o hábito de deixar seu celular carregando na sala de aula e que outros colegas poderiam ter tido acesso ao aparelho e realizado tais postagens e a criação da conta, não tendo conseguido explicar o motivo do local utilizado para a criação do perfil e das postagens ser o seu endereço residencial.

Perícia

Diante dos fato, a Autoridade Policial determinou a apreensão do aparelho celular exibido, o qual será encaminhado para perícia de extração de dados. A adolescente prestou suas declarações sobre os fatos na presença de sua representante legal.

Investigação

Ainda segundo o que foi apurado pela nossa reportagem, o Dr Eduardo de Paula no presente registro policial instruirá as demais investigações que ainda está em andamento para o esclarecimento dos fatos.

Compartilhem, deixe seu Like

1
Olá !
Fale Conosco.
Powered by